Cadastre-se grátis e mande suas fotos

Fotos e fotos. O portal de imagens

Petra

Petra no grande vale

Petra no grande vale
rolagem esquerda                                 rolagem direita

Baixar esta imagem

Petra no grande vale

Petra (do grego πέτρα, petra; árabe: البتراء, Al-Bitrā/Al-Batrā) é um importante enclave arqueológico na Jordânia, situado na bacia entre as montanhas que formam o flanco leste de Wadi Araba, o grande vale que vai do Mar Morto ao Golfo de Aqaba, perto do Monte Hor e do Deserto de Zin. Em 7 de Julho de 2007 foi considerada, numa cerimônia realizada em Lisboa, Portugal, uma das Novas sete maravilhas do mundo.

A região onde se encontra Petra foi ocupada por volta do ano 1200 a.C. pela tribo dos Edomitas, recebendo o nome de Edom. Como a cidade se situava perto do Monte Hor, é muito possível que os horitas, um povo mencionado na Bíblia (Genesis 14:6, 36:20, Deuteronómio 2:12), habitassem essa região ainda antes da chegada dos edomitas. A região sofreu numerosas incursões por parte das tribos israelitas, mas permaneceu sob domínio edomita até à anexação pelo império persa. A cidade de Petra era denominada Sela em edomita, nome que signica "pedra", "penhasco" ou "rocha" nessa língua; o nome grego πέτρα - Pétra e latino Petra - pedra, penhasco, é a tradução da palavra edomita. O nome árabe البتراء, Al-Bitrā ou Al-Batrā é a arabização do seu nome grego e latino. Importante rota comercial entre a Península Arábica e Damasco (Síria) durante o século VI a.C., Edom foi colonizada pelos Nabateus (uma das tribos árabes), o que forçou os Edomitas a mudarem-se para o sul da Palestina, que passou a ter o nome de Idumeia, nome derivado dos idumeus ou edomitas.

O ano 312 a.C. é apontado como data do estabelecimento dos Nabateus no enclave de Petra e da nomeação desta como sua capital. Durante o período de influência helenística dos Selêucidas e dos Ptolomaicos, Petra e a região envolvente floresceram material e culturalmente, graças ao aumento das trocas comerciais pela fundação de novas cidades: Rabbath 'Ammon (a moderna Amã) e Gerasa (actualmete Jerash).

Devido aos conflitos entre Selêucidas e Ptolomaicos, os Nabateus ganharam o controle das rotas de comércio entre a Arábia e a Síria. Sob domínio nabateu, Petra converteu-se no eixo do comércio de especiarias, servindo de ponto de encontro entre as caravanas provenientes de Aqaba e as de cidades de Damasco e Palmira.

O estilo arquitectónico dos Nabateus, de influência greco-romana e oriental, revela a sua natureza activa e cosmopolita. Este povo acreditava que Petra se encontrava sob a protecção do deus dhû Sharâ (Dusares, em grego).

Entre os anos 64 e 63 a.C., os territórios nabateus foram conquistados pelo general Pompeu e anexados ao Império Romano, na sua campanha para reconquistar as cidades tomadas pelos Hebreus. Contudo, após a vitória, Roma concedeu relativa autonomia a Petra e aos Nabateus, sendo as suas únicas obrigações o pagamento de impostos e a defesa das fronteiras das tribos do deserto.

No entanto, em 106 d.C., Trajano retirou-lhes este estatuto, convertendo Petra e Nabateia em províncias sob o controlo directo de Roma (Arábia Petrae). Adriano, seu sucessor, rebaptizou-a de Hadriana Petrae, em honra de si próprio.

Em 380 d.C., o Cristianismo converteu-se na religião oficial do Império Romano, o que teve as suas repercussões na região de Petra. Em 395, Constantino fundou o Império Bizantino, com capital em Constatinopla (actual Istambul).

Petra continuou a prosperar sob o seu domínio até o ano em que um terremoto destruiu quase metade da cidade. Contudo a cidade não morreu: após este acontecimento muitos dos edifícios "antigos" foram derrubados e reutilizados para a construção de novos, em particular igrejas e edifícios públicos.

Em 551, um segundo terremoto (mais grave que o anterior) destruiu a cidade quase por completo. Petra não conseguiu se recuperar desta catástrofe, pois a mudança nas rotas comerciais diminuíram o interesse neste enclave.

As ruínas de Petra foram objecto de curiosidade a partir da Idade Média, atraíndo visitantes como o sultão Baybars do Egipto, no princípio do século XIII. O primeiro europeu a descobrir as ruínas de Petra foi Johann Ludwig Burckhardt (1812), tendo o primeiro estudo arqueológico científico sido empreendido por Ernst Brünnow e Alfred von Domaszewski, publicado na sua obra Die Provincia Arabia (1904). O nome Petra vem do grego e significa rocha. Pois quando os primeiros nativos chegaram lá, viram muitas pedras e rochas e, então surgiu a ideia de colocar o nome Petra e traduzido basicamente A cidade das rochas.

A 6 de Dezembro de 1985, Petra foi reconhecida como Património da Humanidade pela UNESCO.

Em 2004, o governo jordano estabeleceu um contrato com uma empresa inglesa para construir uma auto-estrada que levasse a Petra tanto estudiosos como turistas.

A 7 de Julho de 2007, foi eleita em Lisboa, no Estádio da Luz uma das Novas sete maravilhas do mundo.

Veja milhares de fotos em alta definição de artistas como Petra no grande vale e outras milhares de Fotos. Fotografias com alta definição para sua capa de Facebook, Youtube e outras redes sociais. Veja também nossa sessão de Fotos com PESSOAS E ARTES onde você encontrará fotos de artes do mundo inteiro e Foto de Pessoas conhecidas no mundo das artes.

Em nossa sessão de FOTOS DIVERTIDAS você encontrará muita diversão para seu lazer. Verá Fotos de animais brincando na grama, brincando com seus donos, fazendo muitas brincadeiras.

Temos também nossa área de FOTOS DE NOTÍCIAS veja as imagens e fotos das últimas notícias que aconteceram no Brasil e no mundo, através de nosso banco de imagens e fotos

O site www.fotosefotos.com foi considerado o maior banco de imagens, com mais de 60 mil fotos e imagens com diversas fotos do mundo e da internet.

Nossos Wallpapers são todos em HD, temos mais de 10mil Wallpapers em HD visite nossa categoria de Wallpapers e veja como irá se surpreender com a qualidade das imagens que selecionamos para vocês.



Camera  Fotos Relacionadas

Os jardins suspensos da babilnia
Os jardins suspensos da babilnia
Taj mahal
Muralha da china
Pirmide de quops
Cristo redentor do Brasil
Coliseu
Taj mahal
Templo de rtemis em feso
Jardins suspensos da babilnia
Esttua de zeus em olmpia
Farol de alexandria
Muralha da china
Muralha da china
Colosso de rodes
Muralha da china
Coliseu
Coliseu
Pirmide de quops
Pirmide de quops
Pirmide de quops
Os jardins suspensos da babilnia
Farol de alexandria
Pirmide de quops
Pirmide de quops
Coliseu
Cristo Redentor Brasil em Grande Plano
Esttua de zeus em olmpia em grande plano
Templo de rtemis em feso
Taj mahal
Pirmide de quops
Mausolu de halicarnasso
Machu picchu
Petra
Casal grvidos imagem de duplo sentido
Pirmide de quops
Sensibilidade ISO
Sensibilidade ISO
Apreenda a fotografar com flash
Apreenda a fotografar com flash
Nossos parceiros e patrocinadores
Nossos parceiros e patrocinadores
Direcionar a luz em um modelo durante uma sessão de fotos
Direcionar a luz em um modelo durante uma sessão de fotos
 camera Fotos e Fotos atualizado em 2015
fotosefotos.com
programador e webdesigner