Cadastre-se grátis e mande suas fotos

Fotos e fotos. O portal de imagens

Tóquio

A maior cidade do mundo

A maior cidade do mundo
rolagem esquerda                                 rolagem direita

Baixar esta imagem

A maior cidade do mundo

Tóquio (em japonês: 東京, transl. Tōkyō, literalmente "Capital do Leste", pronuncia-se AFI: [toːkʲoː]), oficialmente Metrópole de Tóquio (東京都 Tōkyō-to?), é a capital e uma das 47 províncias do Japão. Situa-se em Honshu, a maior ilha do arquipélago. Tóquio possui 12 790 000 habitantes, cerca de 10% da população do país, e a Região Metropolitana de Tóquio possui mais de 37 milhões de habitantes, o que torna a aglomeração de Tóquio, independentemente de como se define, como a área urbana mais populosa do mundo. Tóquio é famosa pela Torre de Tóquio. Foi fundada em 1457, com o nome de Edo ou Yedo. Tornou-se a capital do Império em 1868 com a actual designação. Sofreu grande destruição duas vezes; uma em 1923, quando foi atingida por um terremoto; e outra em 1944 e 1945, quando bombardeios americanos destruíram grande parte da cidade, sendo que no total foi destruída 51% de sua área e mataram mais de 150 mil pessoas.

Embora Tóquio seja considerada o maior e mais importante centro financeiro do mundo (ao lado de Nova York e Londres), e uma "Cidade Global Alfa ", ela não é, tecnicamente, uma cidade. Não há no Japão uma cidade chamada "Tóquio". Na verdade, Tóquio é designada como uma metrópole (都 to?), similar a uma prefeitura do Japão (県 ken?), e é constituída de 23 bairros (区 ku?), 26 cidades primárias (市 shi?), cinco cidades secundárias (町 cho ou machi?) e oito vilas diferentes (村 son ou mura?). Cada uma delas possui um governo que opera no nível regional. Também fazem parte de Tóquio pequenas ilhas no Oceano Pacífico, localizadas a mais de mil quilômetros sul, nos subtrópicos. Tóquio é uma das 47 províncias do Japão.

Mais de oito milhões de pessoas vivem dentro dos 23 distritos autônomos que constituem a parte central de Tóquio. Estes 23 distritos definem a "Cidade de Tóquio", na opinião da maioria dos especialistas e outras pessoas, possuindo 8 340 000 habitantes. A população de Tóquio aumenta em 2,5 milhões ao longo do dia, devido aos estudantes e trabalhadores de prefeituras vizinhas, que vão à Tóquio para estudar e trabalhar. A população total dos bairros de Chiyoda, Chuo e Minato, que compõem a região central de Tóquio, e onde está localizado o principal centro financeiro do país, é de menos de 300 mil habitantes; porém, mais de dois milhões de pessoas trabalham na região.

Tóquio é o principal centro político, financeiro, comercial, educacional e cultural do Japão. Assim sendo, Tóquio possui a maior concentração de sedes de empresas comerciais, instituições de ensino superior, teatros e outros estabelecimentos comerciais e culturais do país. Tóquio também possui um sistema de transporte público altamente desenvolvido, com numerosas linhas de trens, metrô e de ônibus, bem como o Aeroporto Internacional de Tóquio.

Tóquio era originalmente conhecida como Edo, que significa "estuario". Seu nome foi mudado para Tóquio (Tóquio: Tō (leste) quio (capital)) quando se tornou a capital imperial em 1868, em linha com a tradição da Ásia Oriental de incluir a palavra "capital" ('京'?) no nome da cidade da capital. Durante o início do período Meiji, a cidade também era chamada de "Tōkei", uma pronúncia alternativa para os mesmos caracteres chineses que representam "Tóquio". Alguns documentos oficiais sobreviventes em inglês usaram a ortografia "Tokei". Entretanto, agora essa pronunciação é considerada obsoleta.

Apesar que desde tempos antigos existiam pequenas populações e templos nas colinas cercando a Baía de Tóquio (東京湾 Tōkyō-wan?), se considera que a fundação formal de Tóquio foi em 1457, quando um membro do clã Uesugi (上杉氏 Uesugi-shi?), Dōkan Ōta (太田 道灌 Oota Doukan?) construiu o Castelo de Edo (江戸城 Edo-jō?), assim a área que rodeava o castelo começou a se chamar Edo (江戸 literalmente "estuário"?). Shogunato Tokugawa (徳川幕府 Tokugawa bakufu?) , que havia tomado o castelo em 1590 e que tinha o controle quase absoluto do Japão, estabeleceu seu governo em Edo, em 1603, isso deu início ao Período Edo (江戸時代 Edo-jidai?), na história japonesa. Edo cresceu e por volta do século XVIII se tornou uma das cidades mais populosas do mundo com mais de 1 milhão de habitantes. A nobreza, junto com o Imperador do Japão, permaneceram em Quioto, que seguiu sendo a capital oficial, porém apenas de maneira protocolar.

Edo sofreu inumeráveis desastres, entre os que se encontram centenas de incêndios, destacando-se o Grande Incêndio de Edo (Edo Taika) de 1657, onde morreram aproximadamente cem mil pessoas. A razão dos constantes incêndios era que todas as casas de Edo eram machiyas (町屋/町家?) ou casas urbanas de madeira. Outros desastres que sofreu Edo foram à erupção do Monte Fuji em 1707, o Terremoto do Grande Edo em 1855 e outros terremotos menores em 1703, 1782 e 1812.

Em 1853, o comandante americano Matthew Perry desembarcou na Baía de Tóquio, à frente de uma frota de quatro navios de guerra, como um enviado do governo americano, com a missão de instituir relações diplomáticas e comerciais entre o Japão e os Estados Unidos. Perry voltou a Tóquio no ano seguinte, em 1854,[21] à frente de uma frota maior do que a anterior, e assinou um tratado diplomático entre os líderes de governo do Japão. No ano seguinte, o Japão assinaria tratados de cunho diplomático com outros países da Europa, marcando o início da influência da cultura ocidental em todo o país.

Aos fins de 1868, como o caso do shogunato em todo m Japão e o inicio da Restauração Meiji, o Imperador se mudou ao Castelo Edo, convertendo no Palácio Imperial do Japão e estabeleceu a mesma alteração de nome de Edo para Tóquio, "a capital do leste". No entanto, o Imperador não deixou estabelecido de maneira legal que Tóquio era a nova capital do Japão, pelo que se crê popularmente que Kioto seria a capital oficial ou co-capital do país. Em 1871 aboliram-se os han ou feudos, e formalmente criaram-se as prefeituras, entre elas a Prefeitura de Tóquio; e ao ano seguinte a prefeitura expandiu-se ha área ocupada pelos 23 Barrios Especiais que atualmente possui.

A partir de 1872, começou a construir-se a primeira linha de metropolitano ligando Tóquio com Yokohama e entre 1885 e 1925 construiu-se a Linha Yamanote, linha de metropolitano urbano que é a mais importante de Tóquio na atualidade. Em 1889 estabeleceu-se a Cidade de Tóquio (東京市 Tōkyō-shi?) com 15 bairros, logo em 1893 os distritos de Tama que uniram-se a prefeitura. Em 1914 inaugurou-se a Estação de Tóquio e em 1927 inaugurou o primeiro metrô subterrâneo na Linha Ginza.

O Grande terremoto de Kanto (関東大震災 Kantō daishinsai?) golpeou Tóquio em 1923, com um saldo de aproximadamente 140.000 pessoas mortas e desaparecidas, 300 mil residências destruídas chegando a 3,4 milhões o número de vítimas do desastre em toda a Região de Kanto. Depois da tragedia iniciou-se um plano de reconstrução que não pode ser completado devido a seu alto custo. Tóquio foi lentamente reconstruída ao longo dos próximos 15 anos. Neste período, bairros vizinhos a Tóquio começaram a desenvolver-se. Em 1932, outros distritos, cidades e vilas vizinhas foram anexadas a Tóquio, formando o seu atual limite municipal. Em 1936 inaugurou-se o edifício da Kokkai (Dieta do Japão); também nesse mesmo ano ocorreu o Incidente de 26 de fevereiro (二・二六事件 Ni-niroku jiken?), no que 1.500 oficiais do exército japonês ocuparam o edifício da Kokkai, o Kantei (Residência do primeiro-ministro) e outros lugares de Tóquio numa intenção de golpe de Estado, que foi sufocado três dias depois.

Já durante a Segunda Guerra Mundial, em 1943, o governo japonês decidiu instituir a Província Metropolitana de Tóquio, também conhecida simplesmente como Tóquio, que nesse momento consistia em 35 Bairros. A partir desta iniciativa extinguiu-se aquilo que era conhecido como Cidade de Tóquio (東京市 Tōkyō-shi?).

Durante a Segunda Guerra Mundial, Tóquio foi intensamente bombardeada a partir de 1942 até 1945. A causa disto, em 1945 a população de Tóquio era a metade que em 1940. Os bombardeios mais pesados atingiram Tóquio em 1944 e 1945, destruindo aproximadamente um terço da cidade, e matando aproximadamente 150 mil pessoas. Milhões de pessoas decidiram abandonar Tóquio. Esta tinha cerca de 7,3 milhões de habitantes em 1940; no final da guerra, a população havia caído pela metade, para cerca de 3,5 milhões. Ao terminar a guerra, em setembro de 1945, Tóquio foi ocupada militarmente e passou a ser governada pelas Forças Aliadas. O general Douglas MacArthur estabeleceu os quartéis da ocupação no que atualmente é o edifício DN Tower 21 (anteriormente conhecido como Dai-Ichi Seimei), em frente ao Palácio Imperial. Na segunda metade do século XX, Estados Unidos aproveitou Tóquio como um centro importante de logística durante as guerras da Coréia e Vietnam. Na atualidade, onde permanecem sobe controle estadunidense a Base Aérea de Yokota e algumas poucas instalações militares menores.

Tóquio foi novamente reconstruída após o fim da guerra. Porém, esta reconstrução foi desorganizada. Prédios e vias públicas foram simplesmente construídas onde havia espaço. Poucos anos após o fim da guerra, Tóquio novamente vibrava como um centro comercial, e sua população começou a crescer novamente. Em 1947 Tóquio foi reestruturada com a redução de 35 para 23 bairros. Tóquio experimentou o chamado "milagre econômico" durante as décadas de 1950 e 1960. Em 1954 criou-se a segunda linha de metrô com a Linha Marunouchi e em 1961 com a Linha Hibiya.

Em um espaço de 15 anos, a população de Tóquio triplicara, chegando a nove milhões em 1960. Este rápido crescimento eventualmente tornou a Região Metropolitana de Tóquio a área urbana mais habitada do mundo. Em 1958 construiu-se a Torre de Tóquio e em 1964 inaugurou-se a primeira linha de Shinkansen (Tokaido Shinkansen), coincidindo com a celebração dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Esta prosperidade transformou um país devastado pela guerra na segunda economia do mundo em menos de 20 anos. Durante este período, o governo japonês deu prioridade para a Infra-estrutura e indústrias de manufatura. Como resultado, Japão dominou um amplo ranking de indústrias como a do aço, a automobilística, de semicondutores e eletrodomésticos.

Em 1966, um plano diretor foi instituído em Tóquio, com o objetivo de minimizar vários de seus problemas. Sistemas de metrô e de trens foram expandidos, leis contra indústrias poluidoras foram instituídas e melhorou-se o sistema de saneamento básico. Muitos arranha-céus foram construídos neste período. Para tentar reduzir a superpopulação da região, o governo japonês incentivou a construção de novas cidades suburbanas, em torno de Tóquio.

Nos anos seguintes Tóquio cresceu em extensão; foram devolvidas ao Japão as ilhas Ogasawara em 1968 e a Base Aérea de Tachikawa em 1977. Durante a década de 1970 houve uma migração masiça que fazia as cidades, e seguiam a Tóquio em especial. Em 1978 inaugurou-se o Aeroporto Internacional de Narita, que prestou apoio para o Aeroporto Internacional de Tóquio, o qual serviria principalmente a voos nacionais. A grande população em Tóquio (que se convirteu na cidade mais povoada do mundo em 1965) derivou em um burbuja económica que explodiu na década de 1990, mais precisamente dos anos de 1991 até o ano 2000, causando uma recessão durante toda essa década, chamada também a A década perdida (失われた10年 Ushinawareta Jūnen?).

Na década de 1990, o problema da poluição atmosférica havia sido minimizado, e os principais objetivos do plano diretor haviam sido alcançados. Porém, continuam a ser grandes problemas em Tóquio a altíssima densidade populacional e o alto valor do terreno, na região.

Em 20 de março de 1995 a cidade concentrou a atenção dos meios internacionais sobre o atentado terrorista do culto Aum Shinrikyo no sistema de trens subterrâneos de Tóquio. Nele morreram doze pessoas e milhares foram afetadas pelo gás nervoso Sarín.

Apesar disso, Tóquio continuou crescendo; em 1991 construiu-se o Tōchō ou Tóquio City Hall e em 1993 inaugurou-se a Rainbow Bridge sobre a Baía de Tóquio. Isto, contudo fez que Tóquio fosse uma das cidades mais dinâmicas do planeta com um amplo ganho de atividades sociais e econômicas, em conjunto com o boom de inversões a finais do século XX, provavelmente a maior que se tem conhecido na história. Como resultado, a cidade conta com maior quantidade de edifícios modernos que Londres ou Nova Iorque. Também em Tóquio se têm executado projetos para ganhar terras ao mar. Aonde esta prática realiza-se desde vários séculos, na atualidade executa-se em grande escala; entre estas áreas sobressai Odaiba (お台場?). Outros projetos urbanos recentes incluem o Jardim de Ebisu, a ilha Tennozu, o Shiodome, Roppongi Hills e Shinagawa.

Cidade de TóquioCidade de TóquioCidade de Tóquio

Veja milhares de fotos em alta definição de artistas como A maior cidade do mundo e outras milhares de Fotos. Fotografias com alta definição para sua capa de Facebook, Youtube e outras redes sociais. Veja também nossa sessão de Fotos com PESSOAS E ARTES onde você encontrará fotos de artes do mundo inteiro e Foto de Pessoas conhecidas no mundo das artes.

Em nossa sessão de FOTOS DIVERTIDAS você encontrará muita diversão para seu lazer. Verá Fotos de animais brincando na grama, brincando com seus donos, fazendo muitas brincadeiras.

Temos também nossa área de FOTOS DE NOTÍCIAS veja as imagens e fotos das últimas notícias que aconteceram no Brasil e no mundo, através de nosso banco de imagens e fotos

O site www.fotosefotos.com foi considerado o maior banco de imagens, com mais de 60 mil fotos e imagens com diversas fotos do mundo e da internet.

Nossos Wallpapers são todos em HD, temos mais de 10mil Wallpapers em HD visite nossa categoria de Wallpapers e veja como irá se surpreender com a qualidade das imagens que selecionamos para vocês.



Camera  Fotos Relacionadas

Plataforma de petrleo mars
Ponte lus I
Submarino typhoon
Ojos del salado
Mega brt
Rungrado may day
Cristo Redentor Rio de Janeiro em Grande Plano
Mar del plata
Real madrid
Leavesden film studios
Arvore general sherman
Antrtica
Taj mahal
Ponte capilano
Barragem das trs gargantas
Dylans candy bar
Torres petronas
Navio ms tranor planetsolar
Biblioteca do congresso
Cerambicdeo gigante
Ares i x
Barreira do tmisa
Safira estrela da ndia
Favela kibera
Metropol parasol
Liebherr ltm 11200 9
Poseidon undersea resort
Eurotnel
Constelao hydra
Grand canyon
Cowboys stadium
Oscar
Floresta amaznica
O maior cachorro do mundo
Castelo de praga
West edmonton mall
Como escolher a câmera digital ideal pra você
Como escolher a câmera digital ideal pra você
Como chegar ao pico do jaraguá
Como chegar ao pico do jaraguá
Tabela do jogo do bicho
Tabela do jogo do bicho
Nossos parceiros e patrocinadores
Nossos parceiros e patrocinadores
 camera Fotos e Fotos atualizado em 2015
fotosefotos.com
programador e webdesigner